jusbrasil.com.br
29 de Março de 2020
    Adicione tópicos

    Operação Lava Jato: PGR e PF pedem medidas cautelares contra parlamentares

    Políticos são suspeitos de tentar obstruir investigações. Mandados foram determinados pelo ministro Edson Fachin

    Procuradoria Geral da República
    há 2 anos

    Em consequência de pedidos apresentados pela Procuradoria-Geral da República (PGR) e Polícia Federal foram cumpridos na manha desta terça-feira (24) nove mandados, sendo oito de busca e apreensão e um de prisão preventiva no âmbito da Operação Lava Jato. Os alvos são um deputado federal, um senador (buscas) e um ex-deputado (prisão). Os três são investigados em um inquérito que apura tentativa de obstrução de Justiça por parte dos parlamentares. Como o procedimento é sigiloso, não serão divulgados os nomes dos envolvidos.

    Além dos gabinetes ocupados pelos parlamentares no Congresso Nacional e dos respectivos apartamentos funcionais, em Brasília, foram realizadas buscas em endereços residenciais na capital federal, em Teresina (PI), Recife (PE) e Boa Vista (RR). As ordens foram determinadas pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato do Supremo Tribunal Federal (STF) após pedido da procuradora-geral da República, Raquel Dodge.

    O objetivo das medidas cautelares é reunir mais provas provas de que os dois políticos tentavam comprar o silêncio de um ex-assessor que tem colaborado com as investigações. Alvo do mandado de prisão, o ex-parlamentar é apontado como o intermediário do esquema, que inclui o pagamento de despesas pessoais, ameaças e até proposta para a mudança do teor de depoimento que incriminaria os alvos da operação de hoje.

    Secretaria de Comunicação Social
    Procuradoria-Geral da República
    (61) 3105-6406 / 6415
    [email protected]
    facebook.com/MPFederal
    twitter.com/mpf_pgr

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)