jusbrasil.com.br
16 de Agosto de 2018
    Adicione tópicos

    Interesse Público mostra esforço do MPF para coibir trabalho escravo contemporâneo

    Programa relembra o caso da Fazenda Brasil Verde, no Pará, que manteve 120 trabalhadores em condições degradantes no trabalho

    Procuradoria Geral da República
    há 6 meses

    O Interesse Público (IP) deste domingo (11) traz uma cobertura especial sobre a luta do Ministério Público Federal (MPF) para combater o trabalho escravo no Brasil, problema que mesmo na atualidade ainda não foi totalmente erradicado no Brasil. O IP relembra o caso da Fazenda Brasil Verde, no Pará, onde mais de 120 trabalhadores foram mantidos em condições degradantes e desumanas, com restrição de liberdade até o ano 2000.

    Por conta deste caso, o governo brasileiro foi condenado pela Corte Interamericana de Direitos Humanos e terá que indenizar os trabalhadores.

    A equipe do programa acompanhou e mostra como foi o evento “Vozes da escravidão contemporânea: correntes invisíveis, marcas evidentes”, promovido pelo Ministério Público Federal (MPF) e pela Comissão Nacional de Erradicação do Trabalho Escravo (Conatrae), realizado na Procuradoria-Geral da República.

    Ainda sobre o assunto, a procuradora da República Ana Carolina Roman, da Comissão Nacional para Erradicação do Trabalho Escravo, traz um panorama atual da atuação do órgão no combate a este mal.

    O programa vai abordar também uma situação que já virou um problema social em Santa Catarina. Sem abrigo, artesãos indígenas, que viajam para a capital durante a temporada de férias, acabam dormindo nas ruas, expostos à falta de saúde e segurança. O MPF no estado intermediou um acordo para que os órgãos públicos responsáveis providenciem um local provisório, até que uma casa de passagem seja construída.

    E em Mato Grosso do sul a equipe de reportagem foi conferir a violação de direitos indígenas, onde uma empresa de segurança foi fechada por decisão da justiça, após acusação do MPF de que funcionários estariam atuando de forma violenta e ilegal para defender interesses de latifundiários. A empresa foi considerada responsável pela morte de dois indígenas e por dezenas de feridos, entre 2009 e 2011, na região.

    Onde assistir – O Interesse Público é veiculado nacionalmente pela TV Justiça aos domingos, às 17h30, com reprises ao longo da semana. O programa também é retransmitido por emissoras parceiras nos estados do Pará, São Paulo, Tocantins, Espírito Santo, Sergipe, Rio de Janeiro, Acre, Paraíba e Rio Grande do Sul. Você também pode acompanhar o programa pela internet, em tempo real, no site www.tvjustica.jus.br, ou acessar as reportagens no canal do MPF no YouTube (www.youtube.com/tvmpf).

    O IP é uma revista eletrônica semanal produzida pela Secretaria de Comunicação da Procuradoria-Geral da República, em parceria com a produtora Chá com Nozes e com a colaboração das unidades do MPF em todo o país. Para críticas e sugestões, fale conosco pelo endereço eletrônico: pgr-interessepublico@mpf.gov.br.

    Secretaria de Comunicação Social
    Procuradoria-Geral da República
    (61) 3105-6406 / 6415
    pgr-imprensa@mpf.mp.br
    facebook.com/MPFederal
    twitter.com/mpf_pgr

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)